CENTRAL DE ATENDIMENTO: 65 2128-5454
Hanseníase tem cura!

Hanseníase tem cura!

Doença afeta milhares de pessoas todos os anos no Brasil e muitos ainda desconhecem a eficácia do tratamento aplicado.

A hanseníase é uma doença infecto contagiosa causada por uma bactéria que afeta, principalmente a pele, olhos, nervos periféricos e outros órgãos. É transmitida por secreções das vias aéreas superiores e também saliva. É uma das doenças mais antigas do mundo e, somente no Brasil, cerca de 15 mil novos casos são constatados anualmente segundo a SBD, Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Quais os sintomas da hanseníase?

Os sintomas da hanseníase são, geralmente, manchas avermelhadas ou levemente esbranquiçadas na pele, dormência e/ou perda da sensibilidade nas regiões dessas manchas ou próximo a elas, alteração de temperatura na região da pele afetada. Em casos mais graves pode haver comprometimento dos nervos periféricos, que conectam cabeça, face, olhos, nariz, ouvidos

Tipos de hanseníase

A hanseníase é catalogada por dois tipos, o paucibacilar e o multibacilar. O tipo paucibacilar, também chamado de “indeterminada” é o estágio inicial, apresenta poucas manchas pelo corpo e não há risco de complicações neurais. Já a multibacilar, conhecida como “dimorfa”, apresenta um maior número de lesões e pode comprometer nariz, rins e até mesmo o sistema reprodutor masculino.

Transmissão da doença

A hanseníase é transmitida por vias aéreas superiores, como nariz por exemplo, e pela saliva também. O período entre a infecção e os primeiros sintomas, chamado período de incubação, pode durar de 2 a 7 anos, tendo registros de uma duração superior de até 10 anos.

Como ela é tratada?

Como dito a hanseníase tem cura, e parte importante disso é um diagnóstico precoce, por isso é interessante que você visite um médico regularmente, somente dessa forma é possível que o tratamento seja aplicado o mais breve possível. O tratamento da doença é feito pela administração de medicamentos e tem a duração de 6 meses a 1 ano, de acordo com o tipo em que a doença se apresenta. Após a primeira dose a transmissão já é anulada e o paciente pode conviver normalmente com a sua família.

Previna-se contra a hanseníase

A adoção de hábitos saudáveis, uma alimentação adequada, práticas regulares de exercícios físicos, adoção de uma higiene complementar e evitar consumo de álcool são formas eficientes de prevenir a doença, é importante também que você faça visitas periódicas a um médico para manter sua saúde em dia. Para crianças a dados que comprovam que a dose da vacina BCG age com eficácia também no combate de uma futura infecção.

Se você tem interesse em saber mais sobre a hanseníase, no portal do Ministério da Saúde estão disponíveis cursos gratuitos, em regime de EAD, sobre o tema. Ele contém especificações para profissionais da saúde, mas está disponível para qualquer um que tenha interesse.

Nesse janeiro Roxo, mês de combate e conscientização a hanseníase, fique por dentro dos principais temas de saúde acessando as redes do novo hospital São judas.

Confie no novo hospital São Judas, quando você precisar nós estaremos aqui.

Tiago Ferreira/Zoom Assessoria.

Fechar Menu